Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP)

O Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira - IMIP é uma entidade de natureza pública, não estadual, sem fins lucrativos, que atua nas áreas de assistência médico-social, ensino, pesquisa e extensão comunitária. Voltado para o atendimento da população carente pernambucana.

Centro de referência em diversas especialidades na área de saúde, o IMIP é credenciado pelo Ministério da Saúde como Centro Nacional de Referência para Programas de Assistência Integral à Saúde da Mulher e da Criança, Centro Colaborador em Monitoramento e Avaliação da Atenção Básica e como Centro Colaborador para Qualidade da Gestão e Assistência Hospitalar, sendo a única instituição em Pernambuco a fazer parte da Rede GeAH, rede colaborativa para Desenvolvimento de Tecnologia e Educação Permanente em Gestão e Assistência Hospitalar, iniciativa apoiada pelo Ministério da Saúde em parceria com a OPAS.

O IMIP também é certificado como Hospital Colaborador da Rede Sentinela, integrando a Rede Nacional de Monitoramento da Resistência Microbiana em Serviços de Saúde - GIPEA/ANVISA, é credenciado como  Centro de Pesquisa Clínica do Ministério da Ciência e Tecnologia. O IMIP aderiu ao Programa da Rede Cegonha do Ministério da Saúde, com foco na adoção de boas práticas de atenção as mulheres e seus recém–nascidos e, ainda, certificado como Hospital de Ensino,  conjuntamente com o Ministério da Educação e Ministério da Saúde. Foi o primeiro hospital do Brasil a receber o título de "Hospital Amigo da Criança", concedido pela Organização Mundial de Saúde/UNICEF/Ministério da Saúde.

Atua em quatro áreas: Assistência Médico-Social de alta e média complexidade; Ensino, no campo da saúde, em graduação (alunos da Escola Pernambucana de Saúde - FBV/IMIP, das Universidades Federal de Pernambuco - UFPE, Fundação Universidade de Pernambuco - FESP/UPE, Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP, Fundação de Ensino Superior de Olinda - FUNESO) e pós-graduação (Doutorado e Mestrado Materno Infantil, Residências Médicas, de Enfermagem, Nutrição, Saúde da Família e Psicologia, estágios e cursos de especialização); Pesquisa, através de sua Diretoria de Pesquisa que tem como finalidade, estimular, coordenar, orientar, intercambiar e propiciar apoio ético, científico, material e financeiro às atividades de investigação científica nos campos da medicina, nutrição, biologia e ciências sociais e humanas, assim como promover publicação materno-infantil, semestral, de revista científica indexada; e Extensão Comunitária, através da coordenação de 12 unidades físicas de saúde, 19 equipes do Programa de Saúde da Família - PSF, em oito comunidades de baixa renda (favelas), localizadas na periferia da cidade de Recife.

Unidade Neonatal Interna

Nossa unidade tem como principal meta a capacitação e difusão do conhecimento aos residentes da neonatologia , da pediatria e demais profissionais da área de saúde, buscando diminuir a mortalidade e melhorar o prognostico do Follow up desde recém-nascidos.

Trata-se de uma Unidade Neonatal de nível terciário, admitindo  crianças nascidas na instituição onde o  serviço de obstetrícia é referência estadual para gestações de alto risco. Possui o método canguru com as  três etapas implantadas,  assim distribuídas: 18 leitos de UTIN, 32 leitos de unidade UCINCO (unidade de cuidados intermediários neonatal convencional) e 22 leitos de UCINCA (unidade de cuidados intermediários neonatal canguru), 60 leitos de alojamento conjunto precoce, 9 leitos de alojamento conjunto tardio e  uma  casa de apoio às mães dos prematuros. Equipe formada por médicos neonatologistas, enfermeiras, fisioterapeutas, fonaudiólogas, terapeuta ocupacional, nutricionistas, assistente social e psicóloga. Dispõe de Serviço de Medicina fetal e demais especialidades, como cardiologia, cirurgia pediátrica, oftalmologia, hemodinamicista, cirurgia torácica, cirurgião vascular, nefrologia, oncologia pediátrica,  hematologista, geneticista, entre outras.

Ambulatório de seguimento

Todos os RN nascidos na unidade retornam entre 4 a 7 dias para uma avaliação no banco de leite e depois são encaminhados a rede estadual de atendimento. O ambulatório de follow up atende apenas os prematuros que nasceram na instituição com  idade gestacional inferior a 35 semanas e peso de nascimento abaixo de 1.750g. Este seguimento é realizado até 14 anos,  com  a equipe  interdisciplinar que inclui o  neonatologista, neurologista, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiologista, psicóloga, nutricionista, oftalmologista, endocrinologista pediátrico e assistente social, com uma média de atendimento anual de 6.500 crianças. O ambulatório conta com o apoio permanente do banco de leite humano da instituição.

Admissões em 2015

A média de parto anual é de 6300, com 30% de taxa de prematuridade e 7% de Rn de muito baixo peso.

Ensino e pesquisa

Possui programa de residência médica em Neonatologia (6 vagas para o residente do 3° ano e 6 vagas, para o do 4°ano) e a Unidade Neonatal está inserida no programa de pós-graduação em Saúde da criança e do adolescente para mestrado e doutorado, tendo como linhas de pesquisa:  Nutrição, Distúrbios respiratórios,  Infecção , Icterícia e Eventos adversos. A equipe de saúde recebe treinamento periódico dos programas de reanimação neonatal, transporte, método canguru e hospital amigo da criança.

Site: http://www.imi.org.br
Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.