Universidade Estadual de São Paulo - Campus Ribeirão Preto

Pesquisadores Responsáveis e Participantes para o Triênio - USP/Ribeirão Preto

Francisco Eulógio Martinez
Marisa Márcia Mussi Pinhata
Maria Lúcia Silveira Ferlin
José Simon Camello Júnior
Walusa Assad Gonçalves Ferri

A Instituição

O Departamento de Puericultura e Pediatria da FMRP-USP (Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-Universidade de São Paulo) teve suas atividades iniciadas em 1956. A atenção integral à criança desde então foi estabelecida.

Quanto aos cuidados neonatais, desde seu início se propôs o envolvimento direto da mãe, tendo sido estabelecido já no final da década de 50 o alojamento conjunto, mãe filho. O HCFMRP-USP (Hospital das Clínicas FMRP-USP) é um hospital credenciado no programa Hospital Amigo da Criança.

Atualmente o atendimento neonatal no Hospital das Clínicas da FMRP-USP é constituído por:

Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN): 20 leitos, com infra-estrutura adequada para suporte, monitorização ventilatória e hemodinâmica. Atende pacientes de alta complexidade, prematuros, pacientes cirúrgicos e cardiopatas. Essa unidade conta com uma equipe multidisciplinar formada por fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, enfermeiras, terapeutas ocupacional e assistente social. Na UTIN é desenvolvido um trabalho contínuo focado em Cuidados Paliativos Neonatais. Os cuidados focados no neurodesenvolvimento cerebral do prematuro é um aspecto importante do trabalho dos profissionais na unidade, havendo uma Comissão Multidisciplinar responsável pela supervisão e execução dos mesmos.

Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais  (UCIN): 28 leitos de cuidados intermediários. Atende pacientes de média e baixa complexidade, que necessitam de suporte nutricional e/ou investigação diagnóstica. Nessa unidade os pacientes realizam o período de “quase-casa”, onde os familiares são treinados e preparados para receber os pacientes em ambiente domiciliar. Também na UCIN acontece o planejamento e construção do home care, se o paciente assim necessitar. Essa unidade conta com uma equipe multidisciplinar formada por fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, enfermeiras, terapeutas ocupacional e assistente social. Os cuidados focados no neurodesenvolvimento cerebral do prematuro é um aspecto importante do trabalho dos profissionais na unidade.

Alojamento conjunto: 20 leitos. Atende o binômio mãe-filho com foco na amamentação. Os pacientes são complexos e provenientes, na sua maioria, dos ambulatórios de patologia obstétrica. Nessa unidade existe um posto de coleta do Banco de Leite Humano do HCFMRP-USP, que orienta, promove o aleitamento materno e também realiza a coleta e manejo do leite humano.

Centro obstétrico: A neonatologia atua continuamente nessa unidade, realizando um trabalho contínuo de treinamento das equipes nas normas do Programa Brasileiro de Reanimação Neonatal. Também promove ações de humanização nos partos ocorridos no serviço.

Os leitos das unidades neonatais do HCFMRP-USP, freqüentemente estão 100% ocupados, havendo demanda reprimida de leitos de terapia intensiva e cuidados intermediários na região. Essa Unidade está inserida no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP, que é um hospital geral com capacidade de oferecer tratamentos de alta complexidade, como cirurgias e transplantes.

Ambulatórios: O serviço de neonatologia possui sete ambulatórios, onde atuam médicos, psicólogas, fonoaudiólogas, assistente social e terapeuta ocupacional. Esses ambulatórios realizam o seguimento dos pacientes até a resolução das enfermidades ou até os 7 anos de idade. Atendem prematuros menores que 1500 gramas (ANEII), pacientes com displasia broncopulmonar (ANEP), gestante com fetos mal-formados (AMEF), outras enfermidades neonatais (ANEO), pacientes neonatais com doenças infecto-contagiosas (ICOP), pacientes que necessitam de reabilitação neuro-motora (CER) e pacientes expostos ao vírus ZIKA.

O HCFMRP-USP possui o Banco de Leite Humano (BLH) que foi criado em maio de 1976 com o objetivo de incentivar e apoiar o aleitamento materno. Por designação da Secretaria de Estado da Saúde e reconhecimento da Rede Nacional de Bancos de Leite Humano, é um Centro de Referência para os Bancos de Leite do Interior do estado de São Paulo. Executa atividades de triagem e seleção de doadoras e coleta do excedente lático das nutrizes. Também realiza o controle de qualidade do leite doado, processado e distribuído aos recém-nascidos prematuros e os doentes internados no Hospital das Clínicas. Diariamente, em média, 30 recém-nascidos recebem leite humano do BLH. Como Centro de Referência também é responsável pelo treinamento, orientação e capacitação de recursos humanos. Dispondo de laboratório credenciado pelo Ministério da Saúde, desenvolve ainda pesquisas operacionais com prestação de consultoria técnica. Como Centro de Incentivo ao Aleitamento Materno, além de oferecer orientações preventivas e curativas na assistência às intercorrências mamárias do período lactacional, auxilia as mães no acerto das práticas para os períodos de amamentação.

Equipe

A equipe médica é formada por cinco docentes da Faculdade de Medicina e vinte e dois médicos assistentes (vários deles com mestrado, doutorado e alguns com pós-doutorado no exterior). Os residentes estagiam o ano todo nas unidades neonatais, com uma equipe composta por seis residentes do 4º ano e seis residentes de 3º ano. Os residentes de 2º ano e 1º ano também participam de atividades nas unidades neonatais.

Atividades de ensino e assistência

A equipe da neonatologia recebe alunos do terceiro ao quinto ano de medicina nos alojamentos conjuntos, onde docentes e médicos assistentes transmitem conhecimentos sobre assistência neonatal.

Mensalmente os óbitos são avaliados por uma equipe multiprofissional constituída por neonatologistas, cirurgiões pediátricos, radiologistas, patologistas, fisioterapeutas e enfermeiros.

Mensalmente os nascimentos e morbidades neonatais são avaliados por uma equipe constituída de neonatologistas e obstetras.

Semanalmente ocorre reunião de atualização sobre temas neonatais, realizada pela equipe de neonatologia e convidados.

Linhas de Pesquisa

  • Alimentação do prematuro, leite humano, homogeneização do leite humano, leite de vaca, lipídios totais em pesquisa pediátrica e impedância bioelétrica em Pediatria.
  • Infecções congênitas e perinatais, imunidade e infecção em lactentes.
  • Doenças Metabólicas Hereditárias, erros inatos do metabolismo, triagem neonatal expandida, nutrição parenteral, aminoácidos, análise de composição corporal, uso de isótopos estáveis.
  • Anemia e displasia broncopulmonar.
  • Assistência ventilatória neonatal, hérnia diafragmática e medicina fetal.